São Borja Fusca Clube

Brasília do Associado Adilson

São Borja Fusca Clube

Fusca do Associado Clinton

São Borja Fusca Clube

Fusca do Associado Eder

São Borja Fusca Clube

Fusca do Associado Everton

São Borja Fusca Clube

Fusca do Associado Nilton

São Borja Fusca Clube

Fusca do Associado Henrique

sábado, 30 de novembro de 2013

Folha de São Borja - 1º Encontro de Veículos Antigos de Cerro Largo

Boa tarde pessoal, confira na Folha de São Borja deste sábado:

Folha de São Borja - Ano 43 - Ed 3784
Curta Folha de São Borja no Facebook

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Novo vídeo!

Boa tarde pessoal, já esta no ar o nosso novo vídeo!


1º Encontro de Carros Antigos de Cerro Largo


Aconteceu no último domingo (24/11) o 1º Encontro de Carros Antigos de Cerro Largo. O São Borja Fusca Clube participou do evento, realizado no parque de exposições de Cerro Largo e reuniu mais de 230 veículos inscritos, com um público total em torno de 2500 pessoas. Mais de 35 cidades estiveram representadas. O evento contou ainda com praça de alimentação, mateada, recreação infantil e shows com atrações locais.

FOTOS:














terça-feira, 15 de outubro de 2013

4º Encontro de Fuscas e Derivados de Santa Maria

 Boa tarde pessoal, aconteceu neste final de semana o 4º Encontro de Fuscas e Derivados de Santa Maria, promovido pela Associação Amigos do Fusca de Santa Maria. O encontro foi realizado na sede da Pampeiro e contou com a participação de mais de 130 veículos inscritos, oriundos de 21 cidades do Estado.













Confira todas as fotos do evento na nossa página no Facebook:

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Todos prontos para o 4° Encontro Estadual de Fuscas e Derivados de Santa Maria?

Boa noite pessoal, é neste final de semana o 4° Encontro Estadual de Fuscas e Derivados de Santa Maria. Bora aproveitar o feriado para pegar a estrada?



4º ENCONTRO DE FUSCAS E DERIVADOS
DIAS 12 E 13 DE OUTUBRO DE 2013

LOCAL: SALÃO DE SEMINOVOS DA PAMPEIRO S.A. CONCESSIONÁRIA VOLKSWAGEN DE SANTA MARIA/RS

ATRAÇÕES:

Recreação infantil;
Distribuição de erva mate e água quente;
Apresentações artísticas;
Passeio com ônibus da Linha Turística;
Mercado de Pulga;
Praça de alimentação;
Área de camping.

PROGRAMAÇÃO:

Sábado dia 12.10.2013

14hrs – abertura do evento
13hrs – programação especial Dia das Crianças
15:30hrs – passeio do Roteiro da Linha de Turismo do município (em caso de chuva será cancelado)
17hrs – apresentação artística
20hrs – encerramento das visitações
21hrs – jantar dos expositores

Domingo dia 13.10.2013

8hrs – reabertura do evento
10hrs – passeio do Roteiro da Linha de Turismo do município (em caso de chuva será cancelado)
12hrs – almoço dos expositores
13:30hrs – término das inscrições
15:30hrs – entrega das premiações
17hrs – encerramento do evento

Informações: (55) 8127-8271 / 9997-0897 / 9167-5025

E-mail: contato@amigosdofusca.com.br

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

#SBFC (02)

Algumas Fotinhos.. :D







sexta-feira, 26 de julho de 2013

#SBFC

Algumas fotinhos ..







domingo, 14 de julho de 2013

4º Encontro Estadual de Fuscas e Derivados de Motor a AR - SM/RS


quinta-feira, 11 de julho de 2013

Assim estamos!!!

Boa Noite Pessoas, vídeo novo no canal, enquanto estamos trabalhando para o desenvolvimento do clube e de nossos carros, quando tiver algum tempinho sobrando, faremos a continuação do vídeo do Fusca 74 Ocre Marajó.. e dos outros associados SBFC.



Boa semana a todos!

domingo, 30 de junho de 2013

Utilizando Corretamente os Faróis de Milha e Neblina

  Inúmeros condutores de veículos automotores desconhecem as finalidades das lanternas de neblina, dos faróis de neblina e os de milha. Alguns acreditam que podem ser utilizados durante o dia, outros que podem utilizar o farol de neblina no lugar do farol baixo e quase a totalidade dos condutores não conhecem as diferenças entre um e outro farol. Também é comum avistarmos condutores que utilizam-se das lanternas de neblina em noites de tempo bom.

  Ocorre que nestes casos os condutores que utilizam indiscriminadamente estes dispositivos acabam por cometerem infrações de trânsito e prejudicam a visão dos demais condutores e até dos pedestres que eventualmente precisam cruzar uma via publica. Para entendermos melhor a correta finalidade de cada dispositivo precisamos consultar a Resolução 227/07 do CONTRAN que estabelece os requisitos de cada item.




  Farol de neblina – De acordo com o ANEXO 1 da referida norma o “Farol de neblina dianteiro” é o farol utilizado para melhorar a iluminação da via em caso de neblina, nevasca, tempestade ou nuvem de poeira. Devem estar aposicionados o mais próximo do solo (instalados junto ao pára-choque dianteiro), um farol em cada extremidade frontal do veículo. Sua utilização deve sempre ser realizada em situações descritas acima sendo vedada a utilização apenas do farol de neblina durante a condução do veículo, haja vista o CTB (Código de Trânsito Brasileiro) exigir a utilização do farol baixo durante a noite. Apesar de seu uso indiscriminado, em virtude do facho de luz possuir pouca amplitude, iluminando basicamente o solo (serve para destacar os dispositivos refletivos instalados no solo de uma via publica e desta forma delinear o trajeto do veículo), sua utilização não causa incômodo aos demais motoristas.



  Farol de milha – O farol de milha, de acordo com a Resolução 227/07 do CONTRAN é um farol adicional, de facho de luz concentrado e de alta intensidade, semelhante ao farol de luz alta, destinado a auxiliar a iluminação, à distância, à frente do veículo. Os faróis de longo alcance devem cumprir os mesmos requisitos gerais exigidos para os faróis de luz alta e somente poderão entrar e permanecer em funcionamento quando estiverem acionados os faróis principais de luz alta. O farol de milha incomoda bastante a visão dos demais condutores e seu uso indiscriminado pode resultar em infração de trânsito, previsto no CTB. Em virtude de estarem instalados, quase que sempre, junto ao para-choque, é confundido com faróis de neblina justamente por sua posição.



  Lanternas de neblina – Outro dispositivo que chama a atenção pos seu uso indiscriminado é a lanterna de neblina. A norma do CONTRAN descreve o dispositivo como uma lanterna utilizada para tornar o veículo mais facilmente visível, pela traseira, em caso de neblina densa. Se existir somente uma lanterna de neblina traseira ela deve estar no lado oposto ao lado previsto para a circulação do tráfego, isto é, no lado direito do veículo. A lanterna de neblina traseira só pode ser ligada, se os faróis alto, baixo ou faróis de neblina dianteiros estiverem ligados, respeitando as condições climáticas no que se referem a neblina densa ou forte chuva, em virtude de sua alta intensidade de luz. Seu uso indiscriminado causa incômodo aos motoristas que eventualmente trafegarem atrás.




Infrações descritas no CTB
O CTB (Código de Trânsito Brasileiro) estabelece sanções administrativas aos condutores que deixam de utilizar ou utilizam de forma errônea o sistema de iluminação. Acompanhe abaixo a descrição de cada infração que um condutor pode incorrer referente à iluminação do veículo:

Artigo 223. Transitar com o farol desregulado ou com o facho de luz alta de forma a perturbar a visão de outro condutor:

Infração – grave;
Penalidade – multa;
Medida administrativa – retenção do veículo para regularização.

Esta infração se aplica aos condutores que utilizarem-se de faróis alto ou de milha de forma indiscriminada, atrapalhando a visão dos demais condutores.

Artigo 250. Quando o veículo estiver em movimento:

I – deixar de manter acesa a luz baixa:

a) durante a noite;

b) de dia, nos túneis providos de iluminação pública;

c) de dia e de noite, tratando-se de veículo de transporte coletivo de passageiros, circulando em faixas ou pistas a eles destinadas;

d) de dia e de noite, tratando-se de ciclomotores;

(…)

Infração – média;

Penalidade – multa.

Neste caso, a utilização do farol de neblina em substituição ao farol baixo representa infração de trânsito. O farol de neblina não possui o mesmo alcance do farol baixo dando a falsa impressão de visibilidade ao condutor.

O CONTRAN publicou a Resolução 18/98 em que se recomenda o uso dos faróis baixos durante o dia, para facilitar a visualização do veículo e percepção dos demais condutores.