domingo, 13 de dezembro de 2015

Pardais e Lombadas Eletrônicas das Rodovias Federais Gaúchas Devem ser Desligados Antes do Natal

Os 260 controladores de velocidade instalados nas rodovias federais do Rio Grande do Sul devem ser desligados a partir do dia 23 de dezembro. O motivo é o fim do contrato de cinco anos firmado com a empresa Kopp Tecnologia, em 2010. O mesmo vale para os pardais e lombadas eletrônicas instalados em Santa Catarina, que estão dentro do mesmo contrato assinado com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) gaúcho.

Dessa forma, os controladores instalados, por exemplo, na ponte estaiada da Rodovia do Parque, os que estão localizados na BR-101, no litoral norte gaúcho, e os da BR-386, param de funcionar. Na BR-101, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal, o número de acidentes e mortes diminuíram desde que os pardais começaram a multar.



Em 2012, quando os 12 equipamentos começaram a entrar em operação, foram registrados 389 acidentes, chegou a aumentar para 399 em 2013, mas caiu para 371 em 2014. O número de mortes era de 29 em 2012. Diminuiu para 20 em 2013. E caiu para 14 no ano passado.

O Dnit está cogitando prorrogar o contrato até que uma nova licitação seja realizada. O novo edital está sendo construído, mas não há qualquer previsão de publicação. De acordo com o diretor de Infraestrutura Rodoviária, Luiz Antônio Garcia, a promessa é que os contratos serão prorrogado por um ano. O assunto será tratado na próxima semana em Brasília.

- Eles vão ser prorrogados. Não haverá descontinuidade dos serviços – promete o diretor, que concedeu entrevista ao programa Gaúcha Atualidade desta sexta-feira (11).

Os controladores começaram a ser instalados no Rio Grande do Sul em abril de 2011. Os primeiros começaram a multar pouco mais de um ano depois. Eles monitoram 280 faixas de tráfego.

As rodovias estaduais ficaram quatro anos com pardais desligados devido a demora na realização de licitação. Por mais de meio ano, e pelos mesmos motivos, lombadas eletrônicas das rodovias estaduais também não funcionaram.


Por RÁDIO GAÚCHA, confira a matéria original AQUI

0 comentários:

Postar um comentário